Principais Dúvidas 2018-06-21T18:26:16+00:00

Principais Dúvidas

• Por que a gengiva sangra quando passamos fio dental? O uso do fio dental não provoca o sangramento gengival. Isto ocorre devido ao estado inflamatório em que se encontram os tecidos, resultado do acúmulo de bactérias e cálculo dental (tártaro), deixando a gengiva avermelhada e inchada. Essa inflamação é chamada de gengivite. Ausência de sangramento e uma coloração rosada são sinais de uma gengiva saudável. Quanto mais frequente for o uso do fio dental, menor será a possibilidade de ocorrer sangramento na gengiva.
• Como tratar a gengivite? O mais indicado é evitar a evolução desde processo através de uma higiene bucal adequada (escovação e fio dental), limpezas profissionais frequentes e renovação de excessos de restaurações que também imitam a gengiva.
• Que tipos de doenças podem atacar as gengivas? A principal doença das gengivas é a gengivite. Existem muitas variações dessa doença, mais o sintoma principal é o sangramento ao utilizar escova dental.
• O palito de dente pode substituir o uso de fio dental? Não, pois o palito não proporciona remoção bancaria, além de causar lesões nos dentes e gengivas.
• O que faz um periodontista? O periodontista tata e previne as doenças da gengiva, do osso e outros tecidos que envolvem os dentes.

• Por que há a necessidade de um tratamento de canal? O tratamento de canal é necessário por que algumas vezes a polpa dentro do dente torna-se inflamada ou infectada. Isto pode ser causado por uma cárie profunda, repetidos procedimentos dentários nos dentes, fratura ou rachadura do dente ou um tratamento dental.
• Sempre que um dente dói, deve receber tratamento odontológico? Não. Os dentes podem ter resposta dolorosa a qualquer estimulo fora do normal substancias ácidas, doces, frio intenso ou calor intenso. Esses sintomas são observados em dentes cariados, em dentes com o colo exposto (retração da gengiva) e em dentes submetidos a carga intensa (durante a mastigação). Nesses casos, removendo-se a causa, cessa a sensibilidade.
• Em quantas sessões se faz um tratamento endodôntico? Quando a polpa é vida e sem inflamação, uma sessão é suficiente; polpa viva e inflamada ou seja morta: 2 sessões.
• O dente morre depois do tratamento? Não pois todo o suporte desse dente permanece vivo, osso, membrana periodental (fibras, que fixam o dente ao osso) e cemendo (camada que recobre as raízes). O inconveniente é que como é polpa que confere a sensibilidade ao dente, se o mesmo for novamente atacado por cárie, isso não será percebido devido a ausência se sensação dolorosa. Outro possível problema é o que dente torna-se mais frágil, isso deve ser levado em conta no momento da execução da restauração definitiva, que nesse caso deve ter.
• Sempre que se trata um canal o dente escurece? Não, o que acontece é a perda do brilho, o que da um aspecto levemente mais amarelado. O escurecimento acentuado só acontece quando o dente sofre uma hemorragia ou modificação pulpar antes do tratamento ou, então, por erro técnico.

• O que é implante de carga imediata? É um conceito muito moderno da implantodontia em que em certas condições os dentes (próteses) são instaladas sobre os implantes imediatamente após a colocação do mesmo, seja de um único dente como também de toda arcada dentária.
• O que é protocolo sobre implante? É um tipo de prótese fixa, que devolve a estética e a mastigação de um individuo que usa prótese total (dentadura) ou tenha a dentição altamente comprometida.
• O que é implante dentário? O implante dentário é um pequeno pino confeccionado em titânio puro, com roscas externas semelhante a um parafuso. Este pino de titânio é instalado cirurgicamente dentro do osso maxilar ou mandipular para funcionar como uma raiz dentária, sobre o implante dentário, será fixada uma coroa protética e dessa forma, substituir os dentes perdidos.
• E quanto aos pacientes que não possuem quantidade de osso adequada para receberem implantes dentários? Estes pacientes são submetidos a outro procedimento cirúrgico denominado enxerto ósseo, que busca aumentar a altura ou a espessura do osso no local da cirurgia, permitindo a instalação do implante dentário.
• Quanto tempo demora o tratamento? O tempo da conclusão varia de caso para caso. Após a colocação, os implantes dentários permanecem em repouso por um período que varia de 2 a 6 meses para que ocorra o fenômeno da osseointegração (adesão do titânio ao osso); após esse período os implantes dentários são descobertos e uma prótese dentária é conectada ao implante dentário. Em alguns casos específicos, a prótese pode ser instalada já no dia da cirurgia de colocação do implante dentário, realizando, assim a carga imediata.
• Eu vou ficar sem dentes durante o tratamento?Durante o seu tratamento com implantes dentários, o dentista poderá ter condições de colocar em você uma prótese provisória (carga imediata), que será usada durante o período de cicatrização dos implantes dentários. Frequentemente é possível ter um dente provisório fixo;
• Quem tem diabetes pode receber implantes dentários? O diabetes não é uma contraindicação absoluta para a colocação de implantes dentários. O importante é o paciente a ser implantado nestas condições, mantê-la controlada, especialmente durante o período de osseointegração. O insucesso de implantes dentários em pacientes diabéticos estão quase sempre relacionados a pessoas que desconheciam o problema e descompensaram justo durante o período da osseintegração.

• O que é uma Faceta de porcelana? Faceta de porcelana é uma lamina de porcelana (parecida com uma unha postiça) aplicada sobre o dente.
• É possível fechar os espaços entre os dentes (diastemas) sem usar aparelhos? Sim, com restaurações de resina composta ou com facetas de resinas, sem desgastar os dentes naturais.
• O que é resina? Resina é um material a base de sílica, da mesma cor dos dentes naturais, usada para restaurar tanto os dentes anteriores (frente) quanto os posteriores (de trás).
• As resinas e as facetas de resina são resistentes?Sim, quando realizadas com uma técnica ideal e ajustadas corretamente elas são muito resistentes.
• É possível trocar as restaurações metálicas por restaurações estéticas? Sim, se o paciente possui exigência estética as restaurações com resina composta (restaurações de tamanho pequeno e médio) e os blocos de resina modificada e porcelana (em caso de restaurações externas) irão satisfazer plenamente o paciente. Desde que corretamente indicadas e realizadas, o sucesso e a durabilidade dessas restaurações estéticas só dependem dos cuidados do paciente quando a higienização diária e a manutenção por meio de profilaxias profissionais no consultório dentário, assim como é necessário para qualquer tipo de restauração.

• O que é uma coroa metalo-cerâmica ou coroa de porcelana? Coroa metalo-cerâmica ou coroa em porcelana é um dente artificial que substitui o dente natural quando ocorre grande perda de estrutura dentária. A coroa metalo-ceramica possui uma estrutura interna de metal revestida por porcelana, devolvendo ao dente anatomia, estética e função.
• A coroa provisória em resina pode ser desprezada em um tratamento a fazer apenas a coroa em porcelana definitiva? Em hipótese alguma se deve pensar em abolir esse procedimento com o intuito de diminuir o custo final do tratamento.
• A coroa de porcelana muda de cor com o tempo? As coroas revestidas de porcelana (coroa metalo-cerâmica, coroa procera, coroa de porcelana pura) não alteram a cor com o passar do tempo.
• O que é uma prótese total? A prótese total, conhecida também como “dentadura”, é quando o paciente perdeu todos os dentes na arcada superior e/ou inferior e é feita uma prótese substituindo todos os dentes.
• Quais os problemas que podem acarretar a falta de dentes? Aparência desagradável, dificuldade na tela (dição), desalinhamentos dos demais dentes, dificuldade na mastigação e trituração dos alimentos sobrecarregando a digestão, etc.